24/07/2017

'Shantay, you stay'

Motivo #233

Cada vez mais héteros graçolas se enrolam na nossa bandeira. Como esses fãs declarados do reality 'Ru Paul's Drag Race', entrevistados em uma reportagem lindinha do UOL. "Se meu filho quiser ser drag, eu com certeza vou comprar maquiagem com ele", declarou um deles, levando sua namorada às lágrimas. Ovule você também aqui.



Motivo #234

Acusado de excretar declarações homofóbicas a alunos de Jornalismo da Universidade Federal do Acre (Ufac), o professor Mauro Cesar Rocha, docente de Sociologia da Comunicação, enfrenta agora processo administrativo aberto pela instituição. Rocha teria insultado a comunidade LGBT - e qualquer pessoa bem informada - com pérolas da bestialidade como "os homossexuais inventaram a aids" e "lésbicas são frutos de abusos dos pais".

Motivo #235

No Rio, travestis e transexuais agora podem registrar seus nomes sociais em um sistema informatizado da Coordenação de Emergência Regional da Barra da Tijuca, passando, assim, a serem tratadas por tais nomes em todos os serviços municipais de saúde. Delícia, não? Saiba mais.

Motivo #236

Rodrigo Rollemberg, governador do Distrito Federal, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a aplicação de um decreto que prevê multa a pessoas ou empresas da região acusadas de discriminar lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros. Isto porque, após articulação da bancada evangélica, a Câmara Legislativa vetou o decreto de Rollemberg com outro decreto. Veja aqui.

Motivo #237

O SporTV iniciou uma série sobre homofobia no futebol, acompanhando a bela iniciativa da ESPN. Assista ao primeiro episódio, aplauda, espalhe e orgulhe-se:



Motivo #238

Contratado há duas semanas para a equipe de eSports do Paris Saint-Germain (PSV), Tony Kok, jogador de 22 anos, acabou demitido dois dias depois. O motivo? Posts sexistas e homofóbicos escritos pelo atleta nas redes sociais. Kok bem que tentou deletá-los, mas muitos foram resgatados pelos internautas.

Motivo #239

Izzy Cerullo, atleta de rúgbi da Seleção Brasileira pedida em casamento pela então namorada, Marjorie Enya, durante os Jogos Olímpicos do Rio - virando símbolo da diversidade nos esportes -, oficializou laços com sua amada em um cartório da Carolina do Norte (EUA) e matou nosso time de orgulho.




Saiba mais sobre o Projeto Orgulhão