17/07/2017

Nascidos para estrelar

Motivo #226

Aterrissou, enfim, na TV paga brasileira, a elogiada minissérie 'When We Rise', criada por Dustin Lance Black, vencedor do Oscar de Melhor Roteiro por 'Milk: A Voz da Igualdade', e dirigida por Gus Van Sant, ganhador da Palma de Ouro em Cannes por 'Elefante'. Dividida em oito episódios, a trama conta como nasceu a luta LGBT por direitos civis, nos Estados Unidos da década de 70. Por aqui, a série é transmitida pelo Canal Sony (dublada ou sem legenda, infelizmente) e ganhou o (péssimo) nome de 'Quando Fazemos História'. Saiba mais.



Motivo #227

E tem mais Orgulhão para série-maníacos como eu: está quase certa a volta de 'The L Word' às telinhas norte-americanas, segundo o site The Hollywood Reporter. Pioneira e revolucionária por conta de suas até então inéditas protagonistas lésbicas, a série brilhou entre 2004 e 2009, dando ainda mais visibilidade à comunidade LGBT mundial. 'The L World' deve ser produzida novamente pelo canal pago Showtime, sob supervisão da criadora Ilene Chaiken.



Motivo #228

Back to real life, o Orgulhão não pára. Jahed Choudhury, de 24 anos, virou o primeiro homem muçulmano a se casar com outro homem no Reino Unido. Vestindo trajes tradicionais, los pombitos oficializaram a união no cartório de Walsall. Veja aqui e emocione-se.

Motivo #229

Pesquisa Datafolha mostra que aumentou a aceitação dos brasileiros em relação a gays e lésbicas. No último levantamento, 74% dos entrevistados se declararam abertos aos homossexuais; em 2014, eram 64%.

Motivo #230

Pela primeira vez na história do futebol brasileiro, um time foi denunciado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por homofobia. Trata-se do Paysandu, que pode perder três pontos no Campeonato Brasileiro e ainda pagar multa de até R$ 100 mil. Isso porque, durante partida contra o Luverdense em Belém do Pará, integrantes de uma das organizadas do clube, a Terror Bicolor, agrediram torcedores da Banda Alma Celeste pelo simples fato de o grupo ter se manifestado a favor da causa LGBT. Leia aqui.

Motivo #231

Nos Estados Unidos, Ryan O'Callaghan, ex-jogador de futebol americano, revelou ser gay em entrevista ao site Outsports, do SB Nation, dirigido a atletas LGBTs. Ex-offensive tackle do New England Patriots e do Kansas City Chiefs, o californiano ainda contou que tinha planos de se matar. A ideia, diz, só foi demovida quando ele notou a aceitação de colegas como o ex-diretor dos Patriots e Chiefs Scott Pioli e o quarterback Aaron Rodgers, com quem jogou na universidade.

Motivo #232

Coragem à Caitlyn Jenner: ciclista multivitorioso do Tour de France e hoje aposentado, o escocês Robert Millar, de 58 anos, anunciou que é uma mulher e agora se chama Philippa York. Welcome to the team, dear!




Saiba mais sobre o Projeto Orgulhão