31/07/2017

Não nos faltam soldados anti-Trump

Motivo #240

Até coleguinhas republicanos Donald Trump enfureceu com a decisão nazista de banir transgêneros das Forças Armadas norte-americanas. Pelo Twitter, o senador John McCain criticou Trump duramente, ressaltando que o presidente impôs um recuo gigantesco à política militar dos Estados Unidos. Já Caitlyn Jenner, transexual e "trumpista" assumida, resgatou um tweet em que o então candidato republicano se comprometia a batalhar pela comunidade LGBT. "Existem 15 mil americanos transgêneros e patriotas no Exército americano lutando por todos nós. O que aconteceu com a sua promessa de lutar por eles?", postou Caitlyn.



Motivo #241

No Instagram, várias celebridades também se revoltaram contra Trump, muitas delas usando seus feeds ou o stories para compartilhar a frase "trans rights are human rights". Figuravam no time pró-transgêneros nomes cintilantes como Ricky Martin, Sam Smith, Chelsea Handler, Gigi Hadid, Jesse Tyler Ferguson, Laverne Cox, Brian Smith, Daniel Newman, entre outros.



Motivo #242

Horas depois do veto às tropas trans nos Estados Unidos, o Ministério da Defesa do Canadá foi ao Twitter para mostrar que, nas Forças Armadas de lá, todos são bem-vindos. "Independentemente da sua orientação/identidade sexual, venha."

Motivo #243

Deu no Washington Post: o argumento (capenga) usado pelo presidente americano para expulsar militares transgêneros - "tremendos custos e interrupções médicas" que seriam causados por eles - é balela. Segundo estudo financiado pelo próprio Pentágono, apenas em Viagra as Forças Armadas dos Estados Unidos gastam cinco vezes mais do que despenderiam com a saúde dos oficiais trans.

Motivo #244

Aprenda, Trump. A Síria acaba de ganhar sua primeira unidade militar LGBT de combate ao Estado Islâmico, notório perseguidor da comunidade colorida. Trata-se do Exército de Liberação e Insurreição Queer, formado por voluntários internacionais e forças curdas. Leia aqui.

Motivo #245

Graças aos céus, nem tudo são trevas entre nações cristãs. Malta, país europeu predominantemente católico, legalizou o casamento gay em votação quase unânime, dia 13, no Parlamento local. "Alcançamos um nível de maturidade sem precedentes", afirmou o primeiro-ministro Joseph Muscat.

Motivo #246

Temos a credibilidade, a notoriedade, o prestígio - e os inebriantes olhos azuis - de Anderson Cooper no nosso time.




Saiba mais sobre o Projeto Orgulhão

24/07/2017

'Shantay, you stay'

Motivo #233

Cada vez mais héteros graçolas se enrolam na nossa bandeira. Como esses fãs declarados do reality 'Ru Paul's Drag Race', entrevistados em uma reportagem lindinha do UOL. "Se meu filho quiser ser drag, eu com certeza vou comprar maquiagem com ele", declarou um deles, levando sua namorada às lágrimas. Ovule você também aqui.



Motivo #234

Acusado de excretar declarações homofóbicas a alunos de Jornalismo da Universidade Federal do Acre (Ufac), o professor Mauro Cesar Rocha, docente de Sociologia da Comunicação, enfrenta agora processo administrativo aberto pela instituição. Rocha teria insultado a comunidade LGBT - e qualquer pessoa bem informada - com pérolas da bestialidade como "os homossexuais inventaram a aids" e "lésbicas são frutos de abusos dos pais".

Motivo #235

No Rio, travestis e transexuais agora podem registrar seus nomes sociais em um sistema informatizado da Coordenação de Emergência Regional da Barra da Tijuca, passando, assim, a serem tratadas por tais nomes em todos os serviços municipais de saúde. Delícia, não? Saiba mais.

Motivo #236

Rodrigo Rollemberg, governador do Distrito Federal, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a aplicação de um decreto que prevê multa a pessoas ou empresas da região acusadas de discriminar lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros. Isto porque, após articulação da bancada evangélica, a Câmara Legislativa vetou o decreto de Rollemberg com outro decreto. Veja aqui.

Motivo #237

O SporTV iniciou uma série sobre homofobia no futebol, acompanhando a bela iniciativa da ESPN. Assista ao primeiro episódio, aplauda, espalhe e orgulhe-se:



Motivo #238

Contratado há duas semanas para a equipe de eSports do Paris Saint-Germain (PSV), Tony Kok, jogador de 22 anos, acabou demitido dois dias depois. O motivo? Posts sexistas e homofóbicos escritos pelo atleta nas redes sociais. Kok bem que tentou deletá-los, mas muitos foram resgatados pelos internautas.

Motivo #239

Izzy Cerullo, atleta de rúgbi da Seleção Brasileira pedida em casamento pela então namorada, Marjorie Enya, durante os Jogos Olímpicos do Rio - virando símbolo da diversidade nos esportes -, oficializou laços com sua amada em um cartório da Carolina do Norte (EUA) e matou nosso time de orgulho.




Saiba mais sobre o Projeto Orgulhão

17/07/2017

Nascidos para estrelar

Motivo #226

Aterrissou, enfim, na TV paga brasileira, a elogiada minissérie 'When We Rise', criada por Dustin Lance Black, vencedor do Oscar de Melhor Roteiro por 'Milk: A Voz da Igualdade', e dirigida por Gus Van Sant, ganhador da Palma de Ouro em Cannes por 'Elefante'. Dividida em oito episódios, a trama conta como nasceu a luta LGBT por direitos civis, nos Estados Unidos da década de 70. Por aqui, a série é transmitida pelo Canal Sony (dublada ou sem legenda, infelizmente) e ganhou o (péssimo) nome de 'Quando Fazemos História'. Saiba mais.



Motivo #227

E tem mais Orgulhão para série-maníacos como eu: está quase certa a volta de 'The L Word' às telinhas norte-americanas, segundo o site The Hollywood Reporter. Pioneira e revolucionária por conta de suas até então inéditas protagonistas lésbicas, a série brilhou entre 2004 e 2009, dando ainda mais visibilidade à comunidade LGBT mundial. 'The L World' deve ser produzida novamente pelo canal pago Showtime, sob supervisão da criadora Ilene Chaiken.



Motivo #228

Back to real life, o Orgulhão não pára. Jahed Choudhury, de 24 anos, virou o primeiro homem muçulmano a se casar com outro homem no Reino Unido. Vestindo trajes tradicionais, los pombitos oficializaram a união no cartório de Walsall. Veja aqui e emocione-se.

Motivo #229

Pesquisa Datafolha mostra que aumentou a aceitação dos brasileiros em relação a gays e lésbicas. No último levantamento, 74% dos entrevistados se declararam abertos aos homossexuais; em 2014, eram 64%.

Motivo #230

Pela primeira vez na história do futebol brasileiro, um time foi denunciado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por homofobia. Trata-se do Paysandu, que pode perder três pontos no Campeonato Brasileiro e ainda pagar multa de até R$ 100 mil. Isso porque, durante partida contra o Luverdense em Belém do Pará, integrantes de uma das organizadas do clube, a Terror Bicolor, agrediram torcedores da Banda Alma Celeste pelo simples fato de o grupo ter se manifestado a favor da causa LGBT. Leia aqui.

Motivo #231

Nos Estados Unidos, Ryan O'Callaghan, ex-jogador de futebol americano, revelou ser gay em entrevista ao site Outsports, do SB Nation, dirigido a atletas LGBTs. Ex-offensive tackle do New England Patriots e do Kansas City Chiefs, o californiano ainda contou que tinha planos de se matar. A ideia, diz, só foi demovida quando ele notou a aceitação de colegas como o ex-diretor dos Patriots e Chiefs Scott Pioli e o quarterback Aaron Rodgers, com quem jogou na universidade.

Motivo #232

Coragem à Caitlyn Jenner: ciclista multivitorioso do Tour de France e hoje aposentado, o escocês Robert Millar, de 58 anos, anunciou que é uma mulher e agora se chama Philippa York. Welcome to the team, dear!




Saiba mais sobre o Projeto Orgulhão

10/07/2017

Lideramos países, ganhamos medalhas... e brilhamos nas festas juninas

Motivo #219

Orgulhão made in Sérvia: pela primeira vez na história do país balcânico, uma mulher - e uma mulher abertamente lésbica - chegou ao posto de primeira-ministra. Ana Brnabic tomou posse no dia 29, duas semanas após ser indicada ao cargo pelo presidente Aleksandar Vucic. Sem fugir das duras críticas que recebeu dos oponentes, a nova premiê discursou por mais de uma hora aos colegas parlamentares e à população sérvia. "Tenho grandes metas para o futuro. Vamos deixar juntos o passado onde ele pertence - no passado."



Motivo #220

Iniciativas homofóbicas vêm levando toco até em países não muito alinhados às políticas de direitos humanos. Este hospital chinês foi multado e condenado a se desculpar em público por ter forçado um paciente gay a receber tratamento para "curar" sua orientação sexual.

Motivo #221

A Agência das Nações Unidas para Refugiados e o Escritório do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos lançaram uma cartilha que informa refugiados LGBTs sobre como buscar apoio no Brasil. Dados da própria ONU apontam que o país já recebeu mais de 250 pedidos de refúgio feitos por pessoas perseguidas em seus países com base em orientação sexual e identidade de gênero. Saiba mais.

Motivo #222

Emocione-se aqui com a história de Maria Fernanda Hashimoto, primeira funcionária trans da GE no Brasil. "Saber que a empresa iria me ajudar facilitou as coisas em casa. Meus pais entenderam a situação e decidiram entrar na luta também. Percebi que era possível conciliar carreira com felicidade."

Motivo #223

No Rio de Janeiro, o tradicional Colégio Santo Inácio fez uma festa junina purpurinada: inseriu na quadrilha dois casais gays - dois meninos e duas meninas.

Motivo #224

Savannah, de apenas 12 anos, saiu do armário durante um encontro mórmon em Eagle Mountain, Utah, Estados Unidos, e sua coragem ganhou o mundo. “Acredito que fui feita do jeito que sou pelos meus pais celestiais. Eles não se confundiram quando me deram olhos castanhos ou quando eu nasci careca. Eles não se confundiram quando me deram sardas ou quando me fizeram gay”, afirmou a menina em pleno púlpito. Tamanha bravura rendeu a Savannah uma homenagem emocionante da Human Rights Campaign. Veja:



Motivo #225

No mesmo evento em que Savannah foi homenageada, Gus Kenworthy, esquiador olímpico americano que virou, em 2015, o primeiro atleta de alto rendimento no esporte radical a se assumir gay, ganhou o Prêmio Visibilidade da Human Rights Campaign. "Durante toda minha juventude, desejei ser invisível, desejei desaparecer. Hoje, quase 20 anos após eu ter me descoberto, aqui estou, aceitando um prêmio pela minha visibilidade como um homem assumidamente gay e orgulhoso", disse o atleta. Veja o vídeo completo:




Saiba mais sobre o Projeto Orgulhão

03/07/2017

Orgulhe-se da nossa história

Motivo #211

Pulou? Vibrou? Se jogou? Foi celebrado em 28 de junho o Dia Internacional do Orgulho LGBT, data máxima do Mês do Orgulhão e marco na história da comunidade purpurinada mundial. E não, não se trata de um diazinho criado pelo comércio para vender mais. Em 28 de junho de 1969, frequentadores do bar gay Stonewall Inn, em Nova York, se rebelaram contra as constantes batidas policiais no local - e o levante durou três noites. Um ano depois, foi realizada na Big Apple a primeira parada do orgulho LGBT do mundo, relembrando o motim no Stonewall Inn. Nasciam então o movimento LGBT e as marchas em prol de gays, lésbicas, bissexuais e trans ao redor do planeta.



Motivo #212

"Essa Coca é Fanta", diz uma piadinha homofóbica que viralizou entre preconceituosos brasileiros. "E daí", devolveu a própria Coca-Cola, dia 28, em campanha pró-orgulho LGBT lançada na sede carioca da empresa. Todos os funcionários receberam uma latinha de Coca com Fanta Laranja dentro e, no rótulo, a frase "Essa Coca-Cola é Fanta. E daí?". "Criamos uma lata especial para reconhecer quem ignora rótulos, desafia preconceitos e assume quem realmente é. Essa Coca é orgulho. Essa Coca é respeito. Essa Coca é Fanta", declarou a empresa em comunicado. Infelizmente, a edição especial do refri não será comercializada.



Motivo #213

Vera Holtz, divindade magnânima do Instagram, homenageou a comunidade colorida e o Dia Internacional do Orgulho LGBT com um post lacrador. Ela se enrolou na bandeira do arco-íris como se fosse uma Virgem Maria e divou na legenda: "Evangelho da Diversidade".



Motivo #214

Com 470,5 mil inscritos e superando 49 milhões de visualizações, o canal de futebol Futirinhas, criado no YouTube pelos apresentadores Edu e Pépe, fez um vídeo importante sobre jogadores declaradamente gays e as consequências - algumas boas, algumas trágicas - que esses atletas enfrentaram após se assumirem. O assunto é tratado de maneira leve, mas corajosa. Ó:



Motivo #215

Aplausos também para a série 'Futebol Fora do Armário', realizada pela ESPN em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBT. Seus três episódios denunciam e debatem com bravura a homofobia que domina gramados, vestiários e arquibancadas. Em um dos episódios, a repórter Gabriela Moreira acompanha um casal de torcedores gays ao estádio. Veja aqui.

Motivo #216

Transexuais e travestis de Viçosa (MG) ganharam o direito de usar seus nomes sociais em órgãos municipais da cidade, graças a um decreto do prefeito Ângelo Chequer. Nesses locais, fichas, formulários e demais documentos administrativos devem conter agora o campo "nome social" junto ao "nome civil". Saiba mais.

Motivo #217

Ana Carolina e Letícia Lima estão noivas e já planejam ter um filho, matando nosso time de emoção - e orgulho.



Motivo #218

Plantão Orgulhão! Temos hoje um motivo extra porque a bomba é grande: mesmo com voto contrário da chanceler Angela Merkel, o Parlamento alemão aprovou, no dia 30, o casamento gay. Welche Freude! A nova lei ainda precisa ser ratificada pela Câmara Alta para entrar em vigor (o que deve acontecer até dezembro) e também garante aos casais homossexuais o direito à adoção. Leia aqui.


Saiba mais sobre o Projeto Orgulhão