20/10/2016

'O projeto me deu a oportunidade de ser um participante ativo da mudança'



Por Leonardo Chiarini*

Bom, eu sou suspeito em dizer o quanto admiro o criador deste blog e do Projeto Desapegão. Ao longo destes 10 anos da privilegiada companhia do Má, aprendi com ele, de várias formas, a ser uma pessoa melhor. E principalmente melhor no sentido (bom) da palavra caridade: olhar para as mazelas que nos cercam e AGIR! Tomar consciência de que há meios sim de fazermos algo para mudar este cenário de desequilíbrio no qual nos encontramos.

O Projeto Desapegão me deu a oportunidade de ser um participante ativo neste sentido (já que o outro projeto envolvia doação de cabelo. Deixar o cabelo crescer, digamos, não é minha praia). No início, confesso que o fato de ter que doar duas peças ao comprar uma me incitou ainda mais o consumismo: comecei a observar que tinha tanta coisa que não usava mais que faria sentido eu trocar todo meu guarda roupa!

Mas esta fase passou e, apesar da minha organização precária em controlar as roupas que entravam e as que tinham que sair, computo uma doação superior a 30 peças. Nem o fato de ter doado por distração um tênis recém-comprado ao invés do velho que este substituiria me fez repensar em seguir em frente.

Quero continuar me inspirando por esta vontade incessante do Má em fazer o bem, olhar a vida de uma maneira mais clean e saber que dela partimos deixando apenas o amor que doamos aos outros. E que venha o próximo projeto, Má, já pode contar comigo! ;)


* Leonardo Chiarini é parceiro de Desapegão, parceiro da vida e pessoa essencial. Hoje, escreve como o terceiro autor convidado do 365