13/10/2015

Ajoelhai, agradecei... e olhai o perucón pela última vez



Foi na fé, irmãos. A peregrinação capilar que iniciei em outubro de 2014 chega, enfim, à sua última semana. Amém? No sábado, dia 17, o perucón solidário receberá a tesourada libertadora, após 365 dias de crescimento ininterrupto, e será doado. Eis, assim, o derradeiro registro fotográfico do cabelão, provando aos amados leitores que, apesar do estorvo de quase um ano sem corte, ele segue intacto.



Não percam, no próprio sábado, o relato do corte - talvez role até um vídeo. Améééééééééééém?



Para refrescar a memória - ou para quem não viu os registros anteriores - , segue uma breve linha do tempo, com a evolução das madeixas a cada três meses. E vejo vocês no sábado, se Nossa Senhora do Cabelo Duro permitir. Amééééé... Tá, parei.